NOTA DE PESAR

CCS


atualizado 9 meses atrás


O Conselho do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Estadual de Londrina (UEL) vem, publicamente, solidarizar-se com os familiares da estudante do curso de Ciências Sociais, Júlia Beatriz Garbossi, de apenas 23 anos, vítima de feminicídio de conexão. Este Conselho de Centro solidariza-se também com as outras duas vítimas deste brutal ataque, que levou à morte Daniel Takashi Suzuki Sugahara, de 22 anos, e deixou profundos traumas na única sobrevivente. 

Sabemos que o feminicídio é uma realidade alarmante na sociedade brasileira e seu combate se faz, principalmente, por meio da Educação e da conscientização da população. O ato contra o feminicídio e em memória à Júlia e Daniel, realizado no último dia 13/09 no CECA-CLCH da UEL, são iniciativas essenciais e que fortalecem a memória e a voz de milhares de mulheres, ainda tratadas em nossa sociedade, de modo perverso e cruel, como se fossem culpadas pela violência que sofrem. Nunca nos calaremos e denunciaremos tais práticas! 

Neste momento tão triste, a direção do CCS, unida a sua comunidade acadêmica (docentes, alunos e funcionários), está focada em duas frentes: coloca-se à disposição para amparar a dor dos sobreviventes e familiares deste ataque brutal e para trabalhar com toda comunidade acadêmica num plano de ações de combate à violência contra mulheres na UEL e em toda sociedade.

Profa. Dra. Andréa Name Colado Simão Diretora do Centro de Ciências da Saúde (CCS) Reunião de Conselho de Centro realizada em 14/09/23)

Leia também